• Captura de ecrã 2019-08-29, às 17.15.49.png
Notícias
  Sexta, 13 Setembro 2019

Na sua intervenção, esta noite, em Santana, o Líder do PSD/M anunciou que os Assistentes Operacionais do SESARAM, com mais de 10 anos de serviço, terão um aumento nos seus salários e que os Motoristas ao serviço da Saúde serão também beneficiados, numa área “em que o Governo Regional apostou e continuará a investir, no próximo mandato.


Miguel Albuquerque anunciou que os Assistentes Operacionais do SESARAM, com mais de 10 anos de serviço, terão um aumento nos seus salários e que os Motoristas ao serviço da saúde também serão beneficiados. O líder dos Social-democratas falava esta sexta-feira, no Comício do PSD/M em Santana.

Ao contrário daquilo que acontece no continente português e nos Açores, onde os socialistas são poder e a saúde é relegada para segundo plano, “aqui na Madeira cumprimos com o que prometemos e investimos nos setores fundamentais para a nossa população”, frisou, lembrando que, nestes últimos quatros anos, foi o Governo Regional do PSD – e não os socialistas nem o Governo Central – que investiu, na Madeira, mais de 420 milhões de euros neste sector, contratando mais de mil profissionais, entre os quais 410 enfermeiros e 296 médicos, e que melhorou 16 Centros de Saúde.
Foi também o Governo do PSD que estabeleceu acordos com os enfermeiros e com os técnicos de diagnóstico e terapêutica, recordou.

Reforçando a importância de votar no PPD/PSD a 22 de setembro, “o único Partido capaz de continuar a garantir a estabilidade, a confiança e o progresso da Região, Albuquerque criticou aqueles que só defendem “a bagunça, a desordem e a instabilidade”.
“Imaginem o que seria a Madeira governada por socialistas e comunistas que são contra o investimento e o desenvolvimento, que querem tomar conta das empresas e que passam a vida a criar instabilidade e a fazer propostas que não são possíveis de concretizar”, questionou Albuquerque, garantindo que, ao contrário do “3 em 1”, António Costa - que já levou a primeira resposta nas Europeias -, vai sofrer a sua segunda derrota a 22 de setembro

“Os compromissos com Santana foram integralmente cumpridos”

“Contra os que tudo prometem e nada cumprem”, Albuquerque garantiu que, também em Santana, o PPD/PSD apresenta-se de “cara levantada” e com todos os seus compromissos integralmente cumpridos.
Lembrando a requalificação da Praça Central de Santana, a beneficiação dos Centros de Saúde de São Roque do Faial, de Santana e de São Jorge, e as ligações entre a Ribeira de São Jorge e Arco de São Jorge, entre outras intervenções naquele Concelho, o líder dos Social- democratas assegurou que “tudo aquilo que ficar combinado para os próximos quatro anos, em Santana, será novamente cumprido.”

Até porque é isso que distingue o PPD/PSD dos comunistas e socialistas: “é que nós damos confiança e segurança às pessoas, nós somos a estabilidade e representamos o futuro certo para as famílias, para os trabalhadores e para os empresários”, vincou.
A 22 de setembro, não vamos entregar o poder a quem não sabe nem nunca saberá governar, frisou Albuquerque, alertando que a população da Madeira e do Porto Santo têm a grande responsabilidade de assegurar que a Região continue o seu percurso de desenvolvimento económico, social e cultural.
“Aquilo que o nosso partido promete, cumpre (...). Não se engana as pessoas.
Isso não é política, enganar não faz parte do nosso vocabulário”, reforçou, rematando: “A nossa obrigação é continuarmos a honrar a conquista da nossa Autonomia e tudo aquilo que ela permitiu alcançar e isso implica lutar pela liberdade. A Madeira não se vende, não se rende e vai continuar a lutar pelo futuro das novas gerações.”